Ex-goleiro da Chapecoense, sobrevivente do acidente aéreo, vai passar lua de mel em Búzios

O ex-goleiro da Chape Jackson Follmann

Com certeza, o destino turístico de Armação dos Búzios estará nas melhores lembranças do ex-goleiro da Chapecóense Jackson Ragnar Follmann, um dos sobreviventes do maior acidente aéreo envolvendo uma delegação esportiva em 29 de novembro do ano passado, quando o avião da Chapecoense caiu na cidade de La Unión, próximo a Medellín, na Colômbia. A convite da Secretaria Municipal de Turismo, Cultura e Patrimônio Histórico, Associação Búzios Convention & Visitors Bureau e Expo Noivas & Festas, Follmann e a sua futura esposa, Andressa Perkosvki vão passar a lua de mel no balneário. O casamento acontece no dia 20 desse mês, em Chapecó, em Santa Catarina.

A cerimônia de casamento de Andressa e Follmann está super badalado. Tem inclusive, um blog que fala sobre o acontecimento na cidade de Chapecó – http://andressaefollmann.exponoivas.com.br/blog/. Em Búzios, Andressa e Follmann ficarão hospedados no Hotel Atlântico. Além de conhecer e desfrutar dos inúmeros produtos turísticos que Búzios oferece, como trilhas ecológicas, cavalgada na praia, aulas de windsurf com o tri-campeão mundial Bimba, vôo de asa delta, passeio de traineira, vão conhecer os melhores restaurantes.

COPA SUL AMERICANA DE FUTEBOL

Jackson Ragnar Follmann nasceu no dia 14 de março de 1992, em Santa Rosa, no Rio Grande do Sul. Ele atuava como goleiro e estava presente no vôo 2933 da LaMia, que ficou marcado por ser o maior acidente aéreo envolvendo uma delegação esportiva, quando o avião da Chapecoense caiu na cidade de La Unión, próximo a Medellín, na Colômbia. Em 2016, ele seguia residindo em Chapecó, Santa Catarina. Em abril de 2017, assinou contrato com a Fox Sports para reforçar a equipe de comentaristas nas coberturas da Sul-Americana, Libertadores e Copa do Mundo de 2018, mas detendo-se ao específico desempenho dos goleiros.

Iniciou carreira em 2011 no Juventude, onde permaneceu até 2013. Após isso, teve passagens por Grêmio (de 2013 a 2015), Linense (de 2015 a 2016) e URT de Minas Gerais (em 2016), tendo conquistado o Campeonato Mineiro do Interior. E no dia 10 de maio de 2016, a Chapecoense anunciou Follmann para compor o quadro defensivo e de goleiros, pois o ídolo Nivaldo já estava se aposentando.

Pela Chape, conquistou a Copa Sul-Americana em 2016. Realizou apenas uma partida, até porque era reserva de Danilo. Números que foram interrompidos devido ao acidente do avião que transportava o time catarinense para o primeiro jogo da final da Copa Sul-Americana. Apesar de Follmann ter sido um dos três sobreviventes das 71 vítimas fatais, o ex-goleiro teve parte de sua perna direita amputada, pela gravidade dos ferimentos. Tal fato o fez encerrar as atividades como profissional.

Por Gustavo Henrique Medeiros